• Maroto

Inteligência Emocional

Atualizado: 13 de Jun de 2019

Você já ouviu falar sobre inteligencia emocional?Já parou para observar como suas emoções influenciam na sua conduta? Com certeza elas interferem e muito, mas já parou para pensar também como elas surgem, e qual o gatilho que dispara uma emoção? Elas são tão frequentes e as vezes tão corriqueiras que não damos a devida importância a elas, e exatamente porque não damos a importância que elas merecem algumas situações fogem completamente do nosso controle e podem acarretar em verdadeiras catástrofes em qualquer área na vida da pessoa, nos relacionamentos, no trabalho, na vida particular. Elas tem um papel fundamental na nossa evolução e existência claro, mas como elas surgem e qual o seu papel?

Emoções, elas são respostas bioquímicos de neurônios e hormônios gerados pelo cérebro diante a alguma atividade cerebral, simples assim. Calma ai, vamos então para uma breve aula para um melhor entendimento.


Os fatos que nós vivenciamos e nosso cérebro julgou ser mais importantes foram arquivados como uma memória, as vezes nós mesmos nem lembramos mas estão muito bem guardadas em nosso subconsciente. E as memórias que foram mais impactantes ou mais influentes na nossa trajetória de vida estruturaram nossas crenças, ou seja criamos a imagem de mundo baseada em nossas experiências. Por exemplo: Imagina um garoto que foi mordido por um cachorro na infância, é um fato bem marcante para um garoto pequeno, e esse fato foi tão traumatizante para ele que seu cérebro muito provavelmente desenvolveu uma crença de que todos os cachorros são perigosos, e sempre que se deparar com um cachorro vai entrar em um estado de alerta, ou medo. E pode ser que carregue essa crença ou trauma para o resto da vida. Mas este é um assunto para outra matéria ( Crenças a verdade criada por cada um).

Então nosso cérebro já tem uma ideia do que é confortável, seguro, tranquilo, desafiador, difícil, do que nos machuca e o que nos faz bem, nos deixa felizes ou inspirados, todas elas estruturadas em cima de nossas crenças e memórias, então ele também desenvolveu uma resposta automática para cada situação que melhor encaixa com suas experiências anteriores. E que respostas são essas? Muito bem, são as emoções.


Elas servem para que o cérebro acesse o melhor estado para reagirmos aos fatos que presenciamos, no caso de alguma coisa nos ameaçar sentimos medo e geramos um estado mais associado a fuga para nos protegermos ou raiva que nos gera outras reações e ficamos predisposto a agressão e com certeza precisamos disso para sobreviver e evoluir. Ou emoções boas como a alegria que gera um estado de contentamento e euforia ou a calma que sentimos um estado de tranquilidade.

Boa, agora sabemos o que são, como nascem e para que servem as emoções. Agora o mais importante e o que ninguém nos ensina, como desenvolver nossa Inteligência Emocional, aliás esse site é de desenvolvimento humano e não ciências.


A pessoa que não consegue identificar sua emoções é vitima das próprias, e como foi falado no inicio da matéria, pode desencadear verdadeiras catástrofes e as vezes irreparáveis para sempre, ou viver toda a vida reagindo emocionalmente a todos os estímulos que recebe. Imagina uma pessoa gerando o estimulo de medo e fuga sempre quando seu chefe ou seus pais lhe chamam a atenção, ou pior geram a ira, e parte para cima. Se fica ansiosa a cada nova situação que depara como uma prova, um encontro, uma entrevista de emprego. Com toda certeza uma pessoa que tem Inteligência Emocional está na frente dos demais.

E agora como eu desenvolvo essa Inteligência Emocional? Este é um processo longo e provavelmente nunca chegaremos ao fim dele, afinal somos meros mortais e humanos, esse processo de aperfeiçoamento emocional vem se desenvolvendo em nossa genética a milhares de anos, e não é com uma meditação e yoga, mindfulnes, e respiração que vamos acabar com 300 mil de anos de evolução. Mas, existe sim algumas técnicas que nos ajudam a desassociar um pouco de nossas emoções e agir com mais consciencia.

Observe como se sente, cada sentimento é um sinal de como seu cérebro esta reagindo aos estímulos, e pergunte-se: Porque estou sentindo isso?

Assuma a responsabilidade de suas emoções, elas são inteiramente suas. Não é seu chefe que te deixa nervoso e sim a forma que você processa as atitudes dele, portanto é algo pessoal e merece atenção de sua parte.

Não aja por impulso, pare, respire, racionaliza depois aja. A probabilidade de fazer merda quando está com as emoções afloradas é grande. Como já dizia um velho sábio:

''-Não responda quando está com raiva, não prometa quando está feliz e não decida nada quando estiver triste.''

Medite. A meditação é um ótimo caminho para o autoconhecimento, controle mental e desenvolver a resiliência. (leia Meditação a chave porta para o Eu interior)

Não desista quando perder o controle, lembre-se, somos meros mortais.

É importante dizer que não basta seguir esses passos uma única vez para ter a sua inteligência emocional desenvolvida, é preciso fazer desse processo uma busca contínua, é preciso se tornar um Buscador. Assim, a sua consciência irá acompanhar todas as suas mudanças e você poderá fazer as mudanças necessárias em seu comportamento para evoluir cada vez mais.

''Quanto mais eu me conheço, mais eu me curo e me potencializo.''

O autoconhecimento é a chave.

24 visualizações