Desça o abismo e renasça mais forte



Em uma sociedade como a nossa onde tudo são flores, tudo é muito lindo, cor de rosa e cheio de glamour a realidade é evitada e perde espaço para a fantasia e para a ilusão.


A felicidade infinita é uma das premissas da nossa sociedade hoje.


Você pode discordar, mas a realidade é que existe um ideal para tudo, não que o ideal perseguido seja necessariamente o melhor, mas que existe um ideal para qualquer sistema é inegável.


Se existe algo que repudiado e evitado logicamente seu oposto será considerado o ideal.

E o ideal da nossa sociedade hoje, pelo menos é o que as pessoas acreditam, é o da felicidade infinita, visto que as pessoas fogem da dor e do sofrimento a todo preço.


Não tem nada de errado em você se aproximar daquilo que é bom, daquilo que é confortável e conhecido, o problema surge quando existe uma identificação e um apego exagerado com o belo, com o êxtase e com a felicidade e por consequência você evita olhar os aspectos mais ocultos e sombrios de si mesmo


Geralmente são sentimentos que causam dor, que nos fazem sofrer, que nos levam para baixo, e estão completamente fora do ideal de felicidade constante.


Se tem uma jornada que todo homem precisa fazer é a jornada para dentro do abismo que existe dentro dele.


Todo homem precisa mergulhar no seu abismo interior e descobrir aquilo que se esconde lá.


Caso esse mergulho nunca aconteça o homem perpetuará sua estadia no mundo da fantasia ad infinitum, perseguindo sombras de alegria e êxtase enquanto no seu interior pulsa um sentimento que insiste sempre em voltar.


Pense aí qual é o sentimento que te assola com mais frequência? Medo, insegurança, tristeza, impotência, raiva, inveja, apatia...


Então, ele está aí escondido dentro de você, esperando apenas um gatilho para se manifestar, ele precisa ser acolhido, entendido e trabalhado e não ignorado como você sempre tem feito.


Pense na dor física.


Se você estiver cozinhando e sem perceber encostar seu braço na panela quente, imediatamente você sente a dor da queimadura. Essa dor quer te dizer algo:


‘’Ei, olha para seu braço, algo está errado’


Quando você sente seu braço queimando na panela que está em cima do fogão você não ignora esperando que a dor pare, você ime