Autoconfiança, como ter?

Autoconfiança, como ter?


Onde você poderia estar se tivesse mais confiança em si mesmo? Se confiasse no seu potencial de aprender, de se adaptar e de fazer acontecer?


Onde você estaria se fosse mais autêntico e mais espontâneo, e não precisasse perseguir a aprovação de outras pessoas a todo custo, e não precisasse se moldar às expectativas delas?


Onde você poderia estar?


Recebendo muito mais dinheiro, ou pelo menos em um trabalho que faça sentido na sua vida? Em um relacionamento melhor? Em um círculo de amizades mais saudável e que tenha mais a ver com você mesmo?


Tenho certeza que não estaria tão mal. Claro que a confiança não é a resolução de todos os problemas da vida de ninguém, mas é um bom começo.


A pessoa que se garante está em constante movimento, ao contrário do homem inseguro.


A insegurança é como uma corrente que está presa ao seu pescoço e te mantém aprisionado em um pequeno espaço. Talvez você tenha um grande desejo se mudar, de agir, de destruir todo esse bloqueio que te impede de se movimentar, mas quando você tenta se mover é como se a corrente se esticasse e você recebesse esse tranco no pescoço.


''É, não consigo mesmo passar daqui'', ''meu lugar é aqui mesmo''...


O normal de qualquer pessoa é ser confiante, espontânea, verdadeira, abundante, estar em constante movimento e aprendendo...esse é o sentido da vida, o crescimento pessoal e coletivo. Mas a corrente não deixa, a pessoa fica presa a este pequeno circulo de realidade porque está preso e não consegue se soltar.


A construção de uma personalidade confiante não é uma coisa que acontece por acaso, a confiança é algo que é cultivado ao longo da vida, através de experiências positivas e de sucesso. E pode bastar um acontecimento impactante e emocionalmente forte o bastante para desconstruir todo essa obra.


''Suas experiências te condicionaram mas não te condenaram''


Essa frase que eu tirei do fundo da minha cabeça deixa bem claro a ideia desse artigo.


Você pode desconstruir toda essa imagem que você construiu sobre si mesmo se trabalhar de forma consciente e despertar aquele eu confiante que deseja se expressar, que deseja experimentar a vida ao máximo e realizar tudo aquilo que deixou de fazer por causa dessa corrente que o mantém amarrado.


Existem inúmeras maneiras de você trabalhar a sua confiança, de você trabalhar determinados aspectos da sua personalidade. São dezenas de caminhos, e neste artigo vou te mostrar um deles.


O Domínio Mental


Existe uma frase muito antiga que diz o seguinte, ''como é em cima é em baixo.''


Como é na sua mente, será no seu corpo.


Imagine o seguinte cenário: Você vai em uma festa, ou a qualquer lugar que tenha muitas pessoas, e você tem o terrível hábito de se comparar com os outros, a roupa que eles estão vestindo, o emprego, os carros, o físico das pessoas, o cabelo, a namorada... tudo. Automaticamente se você se compara com outras pessoas você se coloca em uma posição de inferioridade caso perceba que o outro tenha qualidades que você considera melhores.


''Olha o carro do João, é muito melhor do que o meu'', ''João recebe muito mais do que eu'', ''Olha a namorada dele, muito mais bonita que a minha''...


Quando você faz isso automaticamente você se coloca em uma posição de inferioridade, você acredita que o João ou qualquer outra pessoa é melhor do que você, você pensa isso e você sente isso. E adivinha, você se comporta como uma pessoa que acredita ser inferior, sua linguagem corporal é correspondente, suas atitudes são correspondentes, não tem como ser diferente.


Uma forma muito simples e prática de trabalhar a sua confiança é você conter essa necessidade de pensar demais sobre as métricas das pessoas e de se comparar constantemente, se criticar e se julgar menor.


Nossa mente racional é paga com glicose para pensar, ela pensa o tempo todo, ainda mais na nossa era onde tudo é muito acelerado. Não aprendemos a frear esse pensamento, você sabe como é cada vez mais difícil focar em algo quando nosso smatphone está por perto.


Hoje temos práticas que nos ajudam a conter esses pensamentos, essa necessidade de pensar constantemente.


A meditação e o Mindfulness, ambas praticadas com frequência trazem esses benefícios, e dezenas de outros. Não mais do que 15 minutos por dia já é necessário para que você colha todos os inúmeros benefícios delas.


Sua mente é uma ferramenta fantástica, mas precisa ser usada como uma.


''Mas eu não consigo meditar, isso não é para mim''


Então ela é exatamente para você. Ninguém vai consegui sentar uma primeira vez e conseguir controlar completamente seus pensamentos, essa necessidade de pensar e se criticar . Acontece devagar, acontece aos poucos, assim como ninguém vai à academia corre em uma esteira e emagrece 4 quilos em uma corrida.


Resultados sólidos surgem devagar. Utilize o poder do hábito.


Tente acordar 10 minutos mais cedo, e antes de ir trabalhar ou fazer qualquer coisa depois que estiver desperto de verdade coloque a meditação em sua rotina matinal. Talvez 10 minutos à noite também seria uma ótima alternativa para aliviar um pouco esses julgamentos e criticas antes de dormir.


Estipule um horário e coloque no seu despertador ai agora a hora que você quer praticar, faça isso por 14 dias e perceba os resultados.


Quer aprender mais sobre como construir uma personalidade confiante?


Se você ainda não baixou o livro ''O Poder da Autoconfiança'' está esperando o que? É grátis por pouco tempo.


Ouça os podcasts do O Buscador no Spotify para aprender todos os dias.


Desperte o seu poder pessoal!






10 visualizações0 comentário